• Antonio Sergio

COMPREI MEU APARTAMENTO, E AGORA? POR ONDE COMEÇAR?

"Depois de muitas visitas, negociações, cálculos e mais cálculos... chegou o grande dia, a assinatura do contrato e a compra do seu apartamento. A mudança para o novo imóvel é a hora mais deseja e o início de uma nova etapa na vida, mas a pergunta que sempre surge, e agora? Por onde começar? Quero me mudar amanhã."


E agora? 

A resposta é planejamento, não importa se seu imóvel é na planta, usado, antigo ou novo, mas o futuro morador precisa deixar os ambientes com a sua marca, ele será seu lar. Para isso planejar, pesquisar referências, ideias para inspirar e chegar a um ponto chave, quanto irá gastar.

Então após a assinatura do contrato nada de sair por aí comprando tudo o que aparecer. Primeiro precisa saber o que cabe em seu apartamento, qual a melhor solução para você, quanto irá investir. Você deverá escolher se contrata um arquiteto ou não, caso a resposta for sim, o profissional irá unir conhecimento técnico com suas ideias e inspirações para realizar o projeto ideal para você.

Qual o tipo do seu imóvel?

Se o imóvel for comprado na planta, pode contratar o profissional e fazer as alterações de paredes, pontos elétricos e hidráulicos, revestimentos juntamente com a execução da construtora, podendo ter uma economia de 20% do valor da reforma realizando essas alterações antes da entrega do apartamento. Além de ter tempo para elaborar e rever o projeto de acordo com as suas necessidades e deixa-lo com a sua cara tudo antes da entrega do apartamento.

Caso tenha esperado a entrega do apartamento, o imóvel é novo ou usado o importante é listar as prioridades e analisar o prazo que tens para realizar a mudança.

Os imóveis novos, possuem vantagem quanto ao preço de revenda, investimento na reforma pode ser menor, considerando que o sistema elétrico e hidráulico, revestimentos são novos, infraestrutura e manutenção do condomínio completa por isso a área privada é considerada menor, garagem para todos os apartamentos, as vezes até com 2 vagas. As desvantagens parede finas, teto mais baixo, localização dos imóveis em bairros mais afastados do centro urbano.

Os imóveis antigos, possuem vantagem quanto a espaço, acústica e estarem localizados em bairros desenvolvidos. Porém existem desvantagem muitas vezes o investimento na reforma é maior, pois terá substituição de sistema elétrico e hidráulico, troca ou reforma do piso, infraestrutura do condomínio menores e manutenção dos condomínios são frequentes influenciando no valor do condomínio.



Por onde começar?

Antes de qualquer investimento no imóvel o importante é pensar no layout, tipo, tamanho, onde ficará cada mobiliário. Pois o layout irá definir pontos elétricos, alterações de paredes, iluminação e outros itens da reforma.

Sugiro que o projeto seja definido o quanto antes para agilizar o processo da obra. Assim que o projeto for definido deve ser executado pontos importantes antes da mudança.  Alterações na elétrica, iluminação e hidráulica requer quebrar paredes, teto ou piso, que gera sujeira, como a execução do forro de gesso e a aplicação de massa corrida que requerem serem lixados gerando muito pó na obra. O forro de gesso é indicado para distribuição de luminárias e muitas vezes para rebaixar o teto dando um ar de conforto, ideal é fazer a instalação do forro de gesso antes do piso, para não correr o risco de danifica-lo, caso não seja possível, o piso pode ser protegido com lona ou papelão. Aproveitando a proteção do piso realize a pintura desejada, mas lembre-se depois da colocação do mobiliário pode ser necessário arremates na pintura.

Depois da execução dos pontos essenciais é hora da mudança.

Agora vem o mais importante o mobiliário, na etapa anterior, o projeto, o morador escolheu por móveis planejados ou outro tipo de mobiliário. Os móveis planejados otimizam espaços, importante para imóveis pequenos, e são projetos de acordo com as necessidades dos moradores, devem ter um detalhamento e serem confeccionados com no mínimo 30 dias antes da mudança. Ou seja, quando a obra iniciar os móveis já poderão estarem orçados e sendo confeccionados. Importante é a empresa ou marceneiro que irá realizar a montagem dos móveis ir ao local realizar a conferencia das medições para não terem imprevisto na entrega do mobiliário.

Após a montagem do mobiliário vem os acabamentos, arremates de pintura, colocação de cortinas, persianas, papel de parede, tampos de pedra (granito ou mármore), devem serem instalados após a montagem do mobiliário para terem um encaixe perfeito.

 E o seu apartamento está pronto para morar.


Porque contratar um arquiteto?

Sempre lembre a importante da orientação de um profissional, além de ser necessário o acompanhamento e emissão de RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) quando ocorrer mudanças estruturais, hidráulicas ou elétricas no imóvel. Importante, também, prestar atenção aos orçamentos de fornecedores, procure, pesquise, busque informações, analise a qualidade do produto, o arquiteto poderá lhe orientar na melhor escolhe e ajudará no planejamento e economia da realização do seu sonho.  


Gostou das informações? Então aproveita e faça um consulta com minha parceira Danielle Leite Gouveia, CAU 2528355, Whats: (11) 98206-0447;

e-mail: danidanleite@gmail.com

Maiores informações acesse: https://www.linkedin.com/in/danielle-leite-9a53b0b2/


2 visualizações0 comentário